Mestrado em Economia

Centro de Estudios Superiores Online de Madrid Manuel Ayau (OMMA)
Online
  • Centro de Estudios Superiores Online de Madrid Manuel Ayau (OMMA)

6001-7000 €

Neste Mestrado poderão conhecer as mais sólidas contribuições científicas em defesa do mercado livre, tal como foi desenvolvido nas mais relevantes escolas de pensamento econômico.

LA OPINIÓN DE Juan Ramón Rallo (Co-diretor do Mestrado da versão em espanhol)
¿Quieres hablar con un asesor sobre este curso?

Información importante

  • Master
  • Online
  • Duración:
    12 Meses
  • Cuándo:
    A elegir
Descripción

¿Quer estudar Economia e aprender a decifrar a natureza dos mercados livres? Emagister apresenta-lhe este Mestrado Online em Economia realizado pelo prestigioso Centro de Estudios Superiores Online de Madrid Manuel Ayau (OMMA) e a Universidad Francisco Marroquín (UFM).

Nesta formação organizada em 12 meses, você vai adquirir os conhecimentos precisos para entender os erros empresariais e políticos cometidos nos últimos anos, abordando o temário desde o ponto de vista do Liberalismo. Além disso, vai formar-se em âmbitos tão diversos como os Processos de Mercado, a Análise Econômica do Socialismo, a Teoria Monetária e Bancária ou as Finanças Públicas e a Política Fiscal.

O curso é dirigido a alunos portugueses ou brasileiros e, portanto, embora o centro tenha a sede central em Espanha, todas as aulas são dadas na língua de Camões. No entanto, você poderá organizar o temário de forma totalmente livre e flexível graças à sua modalidade Online.

Peça informação aos nossos profissionais e eles resolverão todas as dúvidas que tiver, além de dar-lhe toda a informação que precisa para inscrever-se neste curso. Não perca a oportunidade de realizar este Mestrado em Economia com os melhores professores expertos na matéria!

Información importante
Instalaciones y fechas

Dónde se imparte y en qué fechas

Inicio Ubicación
A elegir
Online

Preguntas Frecuentes

· ¿Cuáles son los objetivos de este curso?

Ao longo do mestrado você obterá uma formação completa em disciplinas tão variadas e complementares como finanças, ciclo econômico, história econômica, tributação ou políticas públicas, de modo que, ao concluí-lo, contará com sólidos conhecimentos teóricos e práticos que lhe permitirão não somente compreender a complexa engrenagem que coordena o livre mercado, mas também refutar as falácias mais propagadas contra esse sistema.

· ¿A quién va dirigido?

O Mestrado em Economia OMMA-UFM é direcionado a todos os economistas ou profissionais das chamadas ciências sociais; a quem deseja trabalhar ou está criando think tanks e deseja melhorar sua formação com o intuito de influenciar políticas públicas; a jornalistas que desejam especializar-se no jornalismo econômico; aos interessados em carreiras acadêmicas relacionadas, particularmente, com a pesquisa e docência nas áreas da ciência econômica ou ciência social; a quem trabalha ou deseja trabalhar em organismos nacionais e internacionais; a quem deseja realizar consultoria empresarial em assuntos de economia e/ou interessados em desenvolver suas capacidades empreendedoras por um melhor entendimento do processo econômico que constitui o ambiente empresarial.

· Requisitos

O processo de admissão da OMMA consiste nos seguintes passos: Preencha nosso formulário de admissão. Um membro do Comitê de Admissões realizará uma entrevista presencial ou telefônica. O Comitê de Admissões estudará o seu pedido. Em um prazo inferior a 15 dias, comunicaremos a decisão do Comitê.

· Titulación

Nosso Mestrado em Economia é certificado pelo Centro de Estudios Superiores Online de Madrid Manuel Ayau (OMMA) e a prestigiada Universidad Francisco Marroquín. Uma vez finalizados os estudos, nossos alunos obterão a seguinte titulação: Mestrado em Economia Escuela de Negocios, Universidad Francisco Marroquín Centro de Estudios Superiores Online de Madrid Manuel Ayau

Opiniones

J

01/10/2015
Lo mejor Neste Mestrado poderão conhecer as mais sólidas contribuições científicas em defesa do mercado livre, tal como foi desenvolvido nas mais relevantes escolas de pensamento econômico.

A mejorar Nada

¿Recomendarías este curso? Sí.
¿Te ha ayudado esta opinión? (0)
A

01/10/2015
Lo mejor A humanidade estagnou por milhões de anos na pobreza, a partir da Revolução Industrial começou a grande jornada para riqueza, o bem estar e a liberdade das necessidades. Alguns indidviduos, empreenderam, inovaram e geraram crescimento economico. Hoje mais pessoas habitam o planeta e cada uma delas vive mais e melhor. Alguns países ficaram ricos e outros ficaram atrás. Como se deu tudo isso? Qual a receita do sucesso? Qual papel tiveram os mercados, os bancos, as instituições, o estado, a inovação? Porque todos os experimentos socialistas da historia fracassaram? O que explica o atual milagre economico de Coreia do Sul, de Singapura e Honk Kong? Neste mestrado voce irá aprender as respostas a todas estas perguntas e muito mais.

A mejorar Nada

¿Recomendarías este curso? Sí.
¿Te ha ayudado esta opinión? (0)
J

01/10/2015
Lo mejor Neste Mestrado poderão conhecer as mais sólidas contribuições científicas em defesa do mercado livre, tal como foi desenvolvido nas mais relevantes escolas de pensamento econômico.

A mejorar Nada a indicar

¿Recomendarías este curso? Sí.
¿Te ha ayudado esta opinión? (0)
Pregunta a los Antiguos Alumnos qué les pareció.

Su experiencia te será de mucha ayuda para decidirte.

¿Qué aprendes en este curso?

Introdução à Economia
Processos de Mercado
Análise Econômico do Socialismo
Historia económica
Conjuntura Econômica
Teoria do Estado
Mercado de Capitais
Finanças Públicas
Política fiscal
Investimento

Temario

Programa

Introdução à Economia

Problema económico: alocação de recursos e comunicação de informação dispersa. O ponto de vista econômico. Necessidades, bem-estar e geração de riqueza. Economia, mercados e sociedade. Instituições: dos direitos de propriedade e a liberdade contratual à moeda. A economia como ciência da ação humana.

Processos de Mercado

A economia como processo de coordenação. Valor e preço de bens /serviços de consumo. A variável tempo na economia: a interação entre preferências temporais e estrutura de produção. Preços de bens / serviços de produção: salários e renda da terra. O sistema de preços relativos como sistema de comunicação de informação dispersa. A demanda e a empresa. Concorrência e monopólio: instituições e eficiência. Externalidade, bens públicos, informação assimétrica: das “falhas de mercado” às “falhas do governo”.

Análise Econômico do Socialismo

A disciplina de Análise Econômico do Socialismo visa explicar como realmente funcionavam os sistemas socialistas na hora de planificar a produção e coordenar seus aparelhos burocráticos, identificando os insuperáveis problemas de informação e incentivos com os quais lidavam.

Teoria Monetária e Bancária

O propósito dessa disciplina é decifrar a natureza do dinheiro e do crédito, explicando seu papel coordenador da divisão do trabalho, mas também descoordenador da mesma através do ciclo econômico.

História do Pensamento Econômico

Nessa disciplina, o aluno aprofundará seu aprendizado daquelas ideias, autores e assuntos que têm contribuído para a formação do estado atual da ciência econômica, com todos os seus erros e acertos. Ao longo dessa viagem intelectual, o aluno conhecerá em detalhes como e porque se desenvolveram as boas e más ideias que, de uma forma ou outra, seguem governando o mundo atual.

História Econômica

Um bom economista necessita não somente possuir um conhecimento profundo da teoria econômica, mas também dos fatos econômicos tal como ocorreram ao longo da história. A disciplina de história econômica constituirá não somente de uma narração de como o capitalismo enriqueceu as nações, mas também de como o estatismo freou esse processo sadio de enriquecimento generalizado.

Economia e Instituições

Nessa disciplina serão analisadas as diferentes instituições que existem na sociedade pela perspectiva das seguintes escolas de pensamento: Escola Neoinstitucionalista, Escola Austríaca, Escola de Chicago, Escola de Bloomington e Escola da Escolha Pública (Public Choice).

Ambiente Econômico

Em geral, as decisões empresariais e econômicas são tomadas sob a influência do ambiente econômico. Questões como a arbitrariedade do poder político, a robustez das instituições, o crescimento econômico, o nível de abertura dos mercados, a intervenção regulatória do governo ou a situação financeira do Estado determinam, em grande medida, a estratégia que uma empresa adotará durante sua vida. Essa disciplina foi desenhada para analisar o ambiente econômico que os empresários, políticos e agentes econômicos em geral devem estudar para tomar decisões de sucesso.


O conteúdo da disciplina divide-se em três partes. A primeira explora os fatores que determinam a competitividade de uma economia. Os empresários preferem desenvolver seus projetos empresariais em mercados altamente competitivos, especialmente se planejam competir no mercado internacional ou com empresas que são referência na economia global. A segunda estuda os fatores específicos que determinam a dificuldade ou facilidade relativa de abertura, administração e fechamento de uma empresa. A terceira e última avalia o grau de liberdade econômica de cada país. A liberdade de empresa, assim como outros tipos de liberdade relacionados à atividade econômica têm se tornado fatores-chave para o desenvolvimento econômico. Nela, trataremos de descobrir os nexos causais entre a liberdade e o crescimento econômico.

Conjuntura Econômica

A disciplina de Conjuntura Econômica busca facilitar a aplicação dos conteúdos teóricos do módulo de Macroeconomia à análise da atualidade. Longe de nos concentrarmos no comportamento dos enganosos macroagregados, prosseguiremos a analisar a situação e a evolução financeira dos distintos agentes que efetivamente tomam decisões econômicas no mercado: famílias, empresas, bancos e governos.


O objetivo final da disciplina é dotar o aluno das habilidades para poder, por um lado, interpretar corretamente o ambiente econômico que a rodeia e, por outro, redigir um relatório de conjuntura a partir de um exame atento das distintas magnitudes que interferem ao longo do ciclo econômico: consumo, investimento, taxas de juros, preços, emprego, flutuações creditícias, gasto público, etc. .

Inovação e Empresa

Embora os modelos de economia estacionária e equilíbrio geral e parcial tenham servido tradicionalmente para nos aproximar da compreensão dos fenômenos econômicos, são cada vez mais evidentes as limitações de tais paradigmas na explicação do desenvolvimento real da economia moderna.

É por isso que essa disciplina tratará da descrição e do estudo do mundo econômico e empresarial entendendo-o como um processo de “destruição criativa”, recorrendo à célebre expressão de Joseph Schumpeter.

Com esse paradigma dinâmico, revisaremos os diferentes tipos de inovações e os produtos que se desenvolvem a partir das mesmas. Assim mesmo, estudaremos as causas e as formas distintas de crescimento empresarial, dando ênfase à relação existente entre a estrutura de mercado de uma indústria e seu grau de maturidade.

Teoria do Estado

O Estado é um ator (agente) fundamental dentro das economias atuais. Todo o intervencionismo econômico se assenta sobre certa concepção do poder público que legitima suas medidas coercivas sobre a sociedade. Contudo, as razões para justificar a existência de um monopólio territorial da violência não têm sido sempre as mesmas: nessa disciplina estudaremos e criticaremos a evolução das diferentes visões.

Políticas Públicas

O intervencionismo estatal materializa-se em toda uma série de políticas setoriais dirigidas a corrigir as supostas “falhas de mercado”. Nessa disciplina serão analisadas quais são elas, seu significado, se podem ser corrigidos pelo intervencionismo estatal sem que estes tornem-se piores “falhas de governo” e, finalmente, estudaremos como funcionaria o livre mercado em matéria educativa, sanitária, previdenciária, urbanista ou meio ambiente.

Comércio Internacional e Globalização

Provavelmente, o fenómeno económico mais crucial das ultimas quatro décadas tenha sido a progressiva redução das barreiras comerciais dos países e a consequente globalização. A globalização tem permitido a multiplicação dos fluxos de bens e capitais entre países, favorecendo o barateamento do consumo e do investimento no Ocidente, assim como o aparecimento de uma classe média incipiente nos países em desenvolvimento. Contudo, a globalização também é submetida a todos os tipos de críticas, especialmente por parte de aqueles que competem diretamente com os novos empresários dentro do mercado global. Nessa disciplina analisaremos as vantagens da globalização e revisaremos as críticas mais frequentes.

Mercado de Capitais e Investimento

Uma das consequências mais positivas da globalização tem sido a criação de um mercado mundial de capitais ao qual as empresas podem recorrem para obter financiamento para implementar seus planos de negócios internacionais. Os mercados mundiais de capitais, todavia, também produzem certos riscos que devem ser considerados dentro do marco atual de papel moeda inconversível e bancos centrais inflacionistas.

Finanças Públicas e Política Fiscal

Os impostos são a razão última que justifica a existência de um Estado, assim como a manifestação que mais gera distorções no mercado. O propósito dessa disciplina é compreender, precisamente, os diversos efeitos distorcivos que a política tributária gera no comportamento dos agentes econômicos: sua poupança, seu investimento, seu consumo, a composição e o perfil do seu patrimônio, seu tempo de serviço, seu custo de financiamento ou sua capacidade de geração de riqueza no longo prazo.